Promover aprendizagem com relacionamento e interação. Esse é o propósito da UniMais (Universidade Aberta da Terceira Idade), que teve sua aula inaugural na última sexta-feira (06/10), retomando seu modelo original, concebido em 2007.

“Após 2012, a UniMais teve mudanças em sua estrutura e perdeu sua característica de ensino, enfatizando mais o lazer. Retomamos, agora, o modelo que fomos buscar nas grandes universidades do Brasil (como a Unifesp, que inspirou a criação da UniMais) e do exterior”, declarou o prefeito na cerimônia de inauguração.

Além do prefeito, participaram do evento – que ocorreu no Teatro Paulo Machado de Carvalho – o vice-prefeito Beto Vidoski; a secretária de Saúde, Regina Maura Zetone; a secretária de Assistência e Inclusão Social, Magali Rosolem; a coordenadora do Comtid (Coordenadoria Municipal da Terceira Idade), Lucila Lorenzini; o reitor da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul), Marcos Sidnei Bassi; coordenadores dos CISEs (Centros Integrados de Saúde e Educação da Terceira Idade) e representantes da Câmara Municipal.

APRENDIZAGEM NA USCS E LAZER NOS CISES, COM UMA UNIDADE A MAIS

As aulas, gratuitas, ocorrem na USCS, no período da tarde, e destinam-se a moradores de São Caetano do Sul com 50 anos ou mais. Para atingir seus propósitos educacionais, a Universidade Aberta da Terceira Idade oferece dois módulos: o básico, de dois anos, para o qual estão inscritos 249 alunos; e o avançado, com um ano, e 265 inscritos. Os cursos abordarão assuntos das áreas de Administração de Finanças, Economia, Oficina de Memória, Dança, Teatro e Informática.

No breve discurso proferido antes da aula inaugural, o prefeito José Auricchio Júnior esclareceu que o período letivo foi concebido de forma que possibilite um aprendizado efetivo, mas também permita que novos alunos tenham a oportunidade de participar da uniMais

Dessa forma, o aluno poderá fazer o módulo básico, de dois anos, e mais um ano de aprofundamento dos conteúdos. Após esse período ele já terá concluído seu período de formação e poderá dar oportunidade a novos alunos. Mas não deixará de ter muitas opções de lazer, esporte e cultura oferecidas pelo município. Essas continuarão a ser oferecidas pelos CISEs.

O prefeito aproveitou a ocasião para anunciar a futura construção de mais um CISE, no Bairro Fundação. Com mais essa unidade, serão cinco as opções de Centros da Terceira Idade em São Caetano do Sul.

O novo formato deve agradar alunos como Maria Madalena de Oliveira Ceolin, de 66 anos, e Ivair José da Silva, 77. Eles já cursaram no modelo do ano passado e sentiram falta de conteúdo mais denso nas aulas. Maria Ceolin, graduada em Administração e Recursos Humanos, espera ampliar seus conhecimentos sobre os direitos do idoso e os cuidados com a saúde. Já Ivair, também formado em Administração, reivindica “ser tratado como adulto” e gosta de assuntos científicos. Ambos destacaram que a oportunidade de convivência com os colegas foi o melhor aspecto do curso – característica que se mantém no novo formato.

INÍCIO DO ENVELHECIMENTO FOI O TEMA DA AULA INAUGURAL

Quando começamos a envelhecer? Foi com essa pergunta que a psicóloga Tânia Fator começou a aula inaugural da UniMais. Ela destacou que o envelhecimento biológico é um fenômeno que ocorre a nível celular antes mesmo do nascimento. Já o envelhecimento social é determinado por valores culturais (que mudam com o passar do tempo) e o envelhecimento psicológico depende de percepção individual. Ela propôs um novo olhar sobre o envelhecimento, focado na qualidade de vida: o “envelhecimento ativo”, para o qual as atividades física e intelectual são fundamentais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here