Anexado a São Caetano em 1963 após plebiscito, o Bairro Prosperidade pertencia a Santo André quando da inauguração de seu Grupo Escolar em 1954 (Foto: Antonio Reginaldo Canhoni/FPMSCS)

Programada para ser encerrada no último dia 1/12 a exposição Placas Históricas realizada no Museu Histórico Municipal de São Caetano do Sul foi prorrogada até o dia 22/12.

A mostra retrata, em 11 placas relevantes do passado do município, parte significativa dos locais em que elas foram afixadas, das pessoas e gestões delas contemporâneas e de sua importância aos munícipes.

Todas as administrações que passaram pelo comando de São Caetano no século 20 estão abrangidas em Placas Históricas. Desde o primeiro prefeito municipal, Ângelo Raphael Pellegrino, até Luiz Olinto Tortorello, o último a administrar a cidade no período.

Mais do que isso, a mostra pretende levar ao visitante a lembrança desses equipamentos públicos, hoje inexistentes ou alterados por reformas, mas que de alguma forma marcaram o dia a dia sul-são-caetanense e a vida de seus moradores.

Entre as peças da mostra, por exemplo, há a placa produzida pelos funcionários da Prefeitura Municipal para celebrar o primeiro ano de governo da cidade após sua autonomia, a de inauguração do Grupo Escolar do Bairro Prosperidade em 1954, quando o local ainda pertencia à Santo André e também a de inauguração da célebre e inesquecível Concha Acústica.

A visitação é livre e gratuita de segunda a sexta-feira das 9h às 17h. O Museu Histórico Municipal fica na Rua Maximiliano Lorenzini, 122, Bairro Fundação. Mais informações pelo telefone: 4229 1988.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here